O Afeganistão, ou Emirado Islâmico do Afeganistão, é um país do Geografia do Afeganistão sudoeste. Ele faz fronteira, ao norte, com o Tadjiquistão, o Turcomenistão e o Uzbequistão, ao extremo nordeste com a China, ao leste e ao sul com o Paquistão e ao oeste com o Irã. Sua capital, Cabul, se situa no nordeste do país, sobre o rio Cabul e numa altitude de cerca de 1.800 metros. Ela domina a passagem Khyber entre as montanhas, representando assim a principal via de acesso entre o Paquistão e o Afeganistão. Trata-se de uma cidade muito antiga que se desenvolveu sob influência das grandes civilizações do continente, principalmente budistas, mongóis, indianos, persas, gregos e árabes. Vários monumentos merecem ser visitados, como a Mesquita de Babûr entre os jardins, o Mausoléu do emir Abdur Rahman Khan, de estilo Mongol, a Mesquita Pul-e-Khishti, o Mausoléu de Timur Shah, ou ainda o Palácio de Daruslaman, antigo palácio real, construído na década de 1920. Não pode se deixar de conhecer o bairro de Murad Khane, no coração da velha Cabul, que abriga vários hammans, sítios para caravanas e residências mercantis do século XVII. A cidade está repleta de museus, como o Museu Nacional, um dos mais famosos museus da Ásia. Perto da capital, fica a bela cidade-oásis de Jalalabad, com seus jardins e seus vestígios arqueológicos budistas, infelizmente danificados pelos conflitos recentes. O vale de Bamiyan, inscrito no Patrimônio Mundial da UNESCO, vale igualmente a visita por seus monastérios e santuários budistas, assim como suas fortificações do período islâmico. A cidade de Mazar-i-Sharif merece atenção por sua grande mesquita azul, construída em 1481 e contendo o túmulo de Ali, o genro do profeta. Enfim, os apaixonados pela natureza poderão partir em descoberta dos 5 lagos de Band-i-Amir.

A cozinha afegã é uma rica mistura de diversas influências que fazem um sabor diferente e deliciosa dos seus próprios. Enquanto o lar de mais de 20 diferentes etnias, historicamente, o alimento afegão deve suas principais influências em três grandes grupos étnicos: os pashtuns, o tadjiques, e grupos de turcos, como os uzbeques e hazaras. Embora o alimentação pode variar entre as regiões, as semelhanças existem. Iogurte fresco, coentro, alho, cebola, cebolinha, tomate, batata e frutas são amplamente disponíveis em todas as partes do Afeganistão. Frutas frescas e secas, formam uma parte importante da dieta do Afeganistão, especialmente nas zonas rurais.
O Afeganistão produz frutos de qualidade excepcionalmente elevada (nomeadamente melões, melancias, uvas, romãs, pêssegos, maçãs, pêras, amoras, figos, dióspiros, alperces, ameixas, e não só) que têm sido, tradicionalmente, as exportações do país, são o principal alimento. Frutas de casca rija e sementes, como nozes, pistache, amêndoas, pinhões são muito populares e abundantes. Excepcional variedades de laranjas, conhecido localmente como "malta", são cultivadas no clima quente da província de Nangarhar. Quanto à carne, disponível, de preferência de carneiro ou frango, é amplamente consumida. A cozinha afegã acentua gostos bem equilibrados e o alimento deve ser temperado, mas muitos não-afegãos estão surpresos ao descobrir que não é nem quente nem picante.


FERIADOS E FESTIVIDADES
Os feriados afegãos são determinados pelo calendário lunar.
19 de agosto : Festa da Independência.

Print Friendly and PDF

Leave a Reply

    Translate

    Compartilhe este blog

    twitter orkut facebook digg favorites mais

    Google+ Badge

    Já visitaram...


    localizar via ip

    Follow by Email



    Já viram esta cozinha ...

    Followers

    Agradecimento

    Agradecimento
    Agradeço eventuais matérias e ou fotos dando assim os também eventuais créditos. Se alguém, por qualquer motivo, achar que estou violando direitos autorais, entre em contato que a publicação será devidamente creditada ou ainda retirada.