Frugtkage

O dia-a-dia

Na Dinamarca, o dia começa com um pequeno almoço à base de pão, queijo e café ou leite. O almoço é composto por um sanduíche aberto muito elaborado, que é quase uma refeição; é geralmente servido com salada, queijo ou fruta.

A hora do chá da tarde serve de pretexto para que os dinamarqueses se deliciem com bolinhos, tortas, bolos amanteigados e biscoitos, muitos deles de renome internacional.

A refeição principal é feita ao início da noite, composta por mais de dois pratos. O porco, o peixe, o frango e a vitela são muito apreciados, e a sobremesa é normalmente à base de frutas, como é o caso do Frugtkage, a torta dinamarquesa de maçã.

Frikadelle

Espécie de rissole, o frikadelle é um prato servido com batatas, vegetais em picles, molho denso, turvo.

A primeira receita deste delicioso prato é datada por volta de 1837, mas o nome Frikadelle (pure pork) já foi registrado no início do século XVI. Num livro de culinária de 1648 um similar Frikadelle foi mencionado. Os dinamarqueses amam seu Frikadelle e comem sistematicamente como um prato tradicional principal.

O Frikadelle é o prato favorito de todos.

Sweets and Coffee

A pastelaria dinamarquesa é conhecida no mundo como Danish.

Os dinamarqueses chamam este tipo de massa de Wienerbrød (Vienna Bread), pois o primeiro foi elaborado e apresentado na Dinamarca por um padeiro austríaco, por volta de 1840. O café, desde 1700, tem sido considerado a bebida nacional na Dinamarca, faz parte de sua cultura e os consumidores são os que mais tomam café em todo o mundo, consumindo cerca de mais de 20 milhões de xícaras diariamente.

Alimentação e saúde pública

Alguns especialistas de saúde admitem que a alimentação na Dinamarca afeta a saúde no país. A começar pelos sanduíches que são untados com banha de porco (smørrebrød). Hoje, o sanduíche mais popular é o que leva leverpostej, um patê tradicional feito com fígado, gordura e natas. Um episódio marcante, nesse sentido, foi um incêndio que ocorreu numa das fábricas que produzem leverpostej, desencadeando uma crise nacional. Os fabricantes publicaram anúncios assegurando ao público que o seu prato favorito brevemente iria estar de volta.

Os alimentos e a cultura culinária na Dinamarca estão cada vez mais convertendo-se em assunto público. O Estado tem desenvolvido uma plítica preventiva baseada em todos os conhecimentos disponíveis sobre nutrição. Os alimentos têm alta prioridade política, tanto que o Ministério da Agricultura e Pesca transformou-se em Ministério de Alimentação em 1996. Há indícios de que a cultura e qualidade dos alimentos, a comida, em toda a sua extensão, vem crescendo. O comer supõe algo mais de que ingerir alimentos.

Pølsevogne

Outra coisa bem popular na Dinamarca é salsicha, a "Pølsevogne". "...você pode pedir um cachorro-quente francês, que jamais encontrará na França, com salsicha de galinha enfiada num pão roliço do qual se retira o miolo, ou um cachorro-quente italiano com molho de pizza que a Itália nunca viu". "...a comida dinamarquesa que se encontra por ai nos restaurantes e mesmo em casa é tão universalizada, cheia de tantas influências, que nem se pode dizer de fato que seja a típica comida da terra. Antes da globalização, a culinária local era mais a comida da gente pobre do campo, baseada nas criações e plantações dos pequenos agricultores e dos pescadores. Quase sempre coisa demorada de preparar e cozinhar, hoje reservada a ocasiões importantes, batizados e casamentos ou visita de amigos muito especiais". (S.I.)

Print Friendly and PDF

Leave a Reply

    Translate

    Compartilhe este blog

    twitter orkut facebook digg favorites mais

    Google+ Badge

    Já visitaram...


    localizar via ip

    Follow by Email



    Já viram esta cozinha ...

    Followers

    Agradecimento

    Agradecimento
    Agradeço eventuais matérias e ou fotos dando assim os também eventuais créditos. Se alguém, por qualquer motivo, achar que estou violando direitos autorais, entre em contato que a publicação será devidamente creditada ou ainda retirada.