Estado da África do oeste, a Gâmbia está quase totalmente inserida cercada pelo Senegal. O oeste deste país com longo litoral é bordado pelo Oceano Atlântico. Banjul, a capital, é uma passagem obrigatória por sua mistura de estilos que faz a particularidade do local. De fato, a cidade soube conservar algumas construções em estilo colonial que convivem com casas coloridas com sacadas. A entrada da cidade é feita pelo Arco 22, erguido em mémória do golpe de Estado de 22 de julho de 1994. Apoiado sobre quatro colunas maciças, sua fachada permite ver duas pequenas varandas. No centro da cidade, o Museu Nacional é uma verdadeira mina de informações : diversas fotos, mapas e textos ilustram o período colonial e a história dos diferentes povos africanos. Os edifícios religiosos lembram igualmente esta união de culturas. Assim, a Catedral católica Nossa Senhora da Assunção de Banjul divide o espaço com a Catedral Anglicana e com diversas mesquitas, como a do Rei Fahad. Verdadeiro espaço de trocas multicolorido, o Albert Market é o teatro de todas as descobertas : composto na verdade de três mercados, ele representa a ocasião de comprar a citrus, uma variedade de planta típica do país, além de roupas ou esculturas tradicionais.
Ao sul, o vilarejo de Bakau, conhecido por suas praias de areia fina, possui diversas estações balneárias onde a pesca e os esportes náuticos são privilegiados. O mercado central deve chamar a atenção do visitante que procura conhecer as frutas e legumes locais. O Sacred Crocodile Pool é a sugestão para um momento de descanso atípico : esta pequena lagoa habitada por crocodilos permite observá-los de perto, enquanto o Museu Attenant é uma mina de documentos para os curiosos. Nas proximidades, o vilarejo de Serrekunda é conhecido por seu mercado com produtos variados. Quando cai a noite, a estação balneária Kololi se anima com seus restaurantes e danceterias. Para descobrir um dos sítios naturais mais populares do país, não perca a reserva natural Abuko. Nela, diversos pássaros vivem no mesmo espaço que hipopótamos, macacos e crocodilos.

FESTIVIDADES
1 de janeiro : Ano Novo
Fevereiro (data variável) : Tabaski (Festa do Sacrifício)
18 de fevereiro : Festa da Independência
Abril : Sexta-feira Santa
Abril : Segunda-feira de Páscoa
1 de maio : Festa do Trabalho
2 de junho : Milad al-Nabi (Nascimento do Profeta)
22 de julho : Festa da Revolução
15 de agosto : Assunção
25 de dezembro : Natal

Print Friendly and PDF

Leave a Reply

    Translate

    Compartilhe este blog

    twitter orkut facebook digg favorites mais

    Google+ Badge

    Já visitaram...


    localizar via ip

    Follow by Email



    Já viram esta cozinha ...

    Followers

    Agradecimento

    Agradecimento
    Agradeço eventuais matérias e ou fotos dando assim os também eventuais créditos. Se alguém, por qualquer motivo, achar que estou violando direitos autorais, entre em contato que a publicação será devidamente creditada ou ainda retirada.